As melhores ondas do Brasil

  • por

O Brasil possui um extenso litoral que recebe ondulações durante o ano todo, bem planejado você conseguirá surfar ondas perfeitas e conhecer praias maravilhosas.
Nas regiões Sul e Sudeste as ondulações chegam dos quadrantes Sul, Sudeste e Leste tendo maior intensidade entre maio e agosto. Já no Norte e Nordeste os maiores swells acontecem nos meses de verão entre dezembro e fevereiro recebendo ondulações de Norte, Nordeste e Leste.

Independente da região, o país tem grande potencial e excelentes points para a prática do surf, aproveite para conhecer mais das melhores e mais famosas ondas:

ILHA DOS LOBOS (RGS)
Ondas potentes em dias grandes fazem desse local um desafio aos surfistas experientes. Recentemente com acesso controlado pelo IBAMA, devido a presença de Lobos Marinhos, a onda quebra a dois quilômetros da costa proporcionando um visual incrível de alta performance.

SILVEIRA (SC)
Considerado um dos mais clássicos point breaks de direitas do Brasil, nos dias de swell grande de sul as ondas podem chegar aos 12 pés e a entrada para o outside é feita pelas pedras, o que exige uma boa experiência do surfista e disposição para encarar as massas de água até chegar no pico.

MATINHOS (PR)
Excelente point de direita, num dia bom pode oferecer ondas de até 6 pés perfeitas, lisas e tubulares. Principal pico do estado, é um dos o locais preferidos pelos surfistas competidores para treinar e aperfeiçoar suas manobras.

MARESIAS (SP)
Com bancadas de areia espalhadas pela praia, ondas fortes e constantes quebram perfeitas quando entra a ondulação de sul e o vento leste no litoral norte paulista. Nos maiores dias pode chegar aos 8 pés perfeitos com altos tubos e adrenalina a mil , ficando restrito à surfistas com certa experiência.

ITAMAMBUCA (SP)
Palco dos primeiros festivais de surf nos anos 70, a praia localizada em Ubatuba recebe até hoje alguns dos mais tradicionais campeonatos, oferecendo altas ondas no canto direito e outras bancadas espalhadas por toda extensão da praia.

PRAINHA (RJ)
Transformada em reserva ecológica graças à ação e consciência ambiental dos surfistas e comunidade local, a Prainha é um dos mais tradicionais picos do país, oferecendo ondas constantes que variam dos 2 aos 8 pés e podem quebrar perfeita com um visual incrível. No Rio de Janeiro as opções para o surf são inúmeras e vale a levar a prancha em uma ida com swell programado.

SCAR REEF (BA)
Considerado um dos melhores reef breaks do Brasil, oferece ondas tubulares e perfeitas nas condições ideais. O fundo é de coral e na maré seca fica bastante raso. Com calor e água quente a Bahia é um destino essencial ao surfista.

FRANCÊS (AL)
Beach break com ondas de ótima qualidade, manobráveis e tubulares, de diferentes tamanhos. O visual, constância e água quente contribuem para tornar o cenário inesquecível e favorece o constante crowd disputando as ondas.

BAIA FORMOSA (PB)
Point break de direita, oferece ondas extensas e alinhadas que percorrem toda a bancada levando o surfista a um passeio em cima da prancha. Ideal para treinar e aperfeiçoar seu repertório pois proporciona várias manobras na mesma onda.

PRAIA DA PIPA (RN)
Outro pico recheado de ondas boas com sessões de tubos e manobras. O local dispõe de inúmeras bancadas de areia, pedra e coral esperando para serem desbravadas com o visual da falésia ao fundo.

PARACURU (CE)
Onda de outside, o surfista deve remar uns 200 metros até atingir a bancada de pedra, que proporciona ondas grandes e fortes. È, junto com Icaraí, um dos principais picos do estado, revelador de grandes talentos do surf brasileiro.

FERNANDO DE NORONHA (PE)
Fica a 360 quilômetros de Natal, foi declarada Parque Nacional Marinho em 1988 e passou a ter 70% de sua área vigiada de perto por fiscais do IBAMA, Projeto TAMAR e do Projeto Golfinho Rotator. De dezembro a março, o mar se agita com as ondulações de Norte, que trazem ondas perfeitas e um grande número de surfistas. As praias são banhadas por águas límpidas, ondas tubulares e com ótimos picos de surf como Cacimba do Padre, Cachorro, Conceição, Boldró e Laje do Bode.

Veja também: