Alan Jhones segura Parko

  • por

O potiguar Alan Jhones não tomou conhecimento do top da elite mundial Joel Parkinson na segunda fase do Burton Toyota Pro, etapa de nível 6 estrelas do circuito mundial que rola em Newcastle, Austrália.Em boas ondas de meio metro, o atleta
de Baía Formosa ditou o ritmo da bateria e somou notas 7.50 e 6.33 para avançar junto com o australiano Shane Holme.Parko ocupou a segunda posição durante boa parte do tempo, mas levou um drible de Holme nos minutos finais e caiu para terceiro, seguido pelo também aussie Stuart Kennedy.

 

“Estou muito feliz por esse resultado, pois vencer os australianos na terra deles não é nada fácil, ainda mais quando se compete com um ícone do surf mundial. Só tenho a agradecer ao carinho de todos que torcem por mim”, comemora Alan. O potiguar aguarda os confrontos pendentes da terceira fase da prova. Faltam quatro duelos para o término da rodada.

 

Na mesma situação estão o pernambucano Ian Gouveia, o catarinense Alex Chacon e os paulistas Thiago Camarão e Hizunomê Bettero, que também arrepiaram na segunda fase em Newcastle.

 

Já o paulista Filipe Toledo, o capixaba Krystian Kymerson e o catarinense Willian Cardoso estão um passo a frente, na quarta fase.

 

Apesar de não conseguir superar o top Taj Burrow, Filipinho mandou bem no confronto que reuniu ainda o compatriota Jessé Mendes e o norte-americano Michael Dunphy.

 

Com Taj em situação confortável na água, a briga pela segunda vaga pegou fogo. Jessé ameaçou bastante Filipinho, mas o atleta de Ubatuba levou a melhor por uma pequena diferença (12.70 a 12.33).

 

Em seguida, o pernambucano Alan Donato e o capixaba Krystian Kymerson também não conseguiram a dobradinha.

 

O duelo foi amplamente dominado pelo neozelandês Jay Quinn, autor de 9.07 e 8.50. Com 6.17 e 6.30, Kymerson ficou com a segunda posição, deixando para trás o sul-africano Shaun Joubert e Alan Donato.

 

Na quinta bateria, o paraibano Jano Belo amargou o quarto lugar na disputa com o espanhol Aritz Aranburu (3o) e os australianos Nic Muscroft e Adrian Buchan.

 

Willian Cardoso surfou com muita força no último duelo do dia para somar 6.57 e 6.93. Já Alex Ribeiro não repetiu as belas atuações das fases anteriores e ficou em quarto lugar, precisando de 8.13.

 

O havaiano Olamana Eleogram disparou na ponta com 7.43 e 9.00. Willian ficou em segundo, seguido pelo aussie Tim McDonald e Alex Ribeiro.

Site – www.waves.com.br